My Image
My Image
My Image

Ela percebeu que aquela dor não seria em vão, que

aquela tristeza tão profunda, tão significativa, não

seria apenas uma mal-estar passageiro, mas a dor

de uma passagem, a dor dolorida do renascimento,

da redescoberta da própria razão de existir, a dor

que as mulheres sentem a cada derrota, a cada

tropeço, toda vez que a vida insiste em mostrar

novos caminhos, mesmo quando tudo parecia tão

calmo e igual. Ela percebeu que deveria tirar daquela

dor e daquela tristeza a melhor lição possível, desde

que entendeu aquele rito de passagem para a

maturidade, desde que sentiu a necessidade de viver

de um modo diferente a vida sempre igual, agora

 de olhos bem abertos, com alma solta e o

 coração transbordando de novas vontades 

A maturidade vem com a passagem pela dor do

crescimento, porque crescer dói. Ela percebeu

a importância daquela dor e que já não havia

como voltar. Agora era o tempo de um novo

tempo, era tempo de ser forte, de ser

madura, de ser feliz.

My Image